Desfragmentos

De um coração que já não existe mais.

Ciclos.

     

     Sempre acreditei que a vida seja separada por ciclos, não separada exatamente, mas que tem coisas que acontecem por algum determinado tempo e já vem o tempo certo para o fim. Este tempo em que aparece o fim daquele ciclo pode ser até assustador, só que na verdade muitas vezes ele é surpreendente.
      Nesses últimos dias de 2015 chego ao fim de um ciclo, não o anual em que todos estão esperando, mais sim um que durou 9 anos na minha vida, na verdade 9 anos 6 meses e alguns dias. Vésperas de uma grande mudança começo a olhar as paredes vazias, prateleiras sendo esvaziadas, cada caixa sendo lacrada, me faz pensar em cada momento em que vivi nesse apartamento.
    No inicio foi estranho, como todo inicio de um novo ciclo.
    Como muitos que vieram até aqui e fizeram parte dessa história, cada como o seu jeito diferente me fazendo olhar o mundo do seu mundo. Com todos aprendi algo e levo dentro de mim para sempre.
      Muitos já nem fazem mais parte dessa história, nem se devem lembrar dos momentos vividos aqui dentro. Se fosse parar para descrever cada momento em que vivi aqui passaria dias e dias lembrando de cada detalhe.
        Já são quase 3 horas da madrugada, as caixas estão na minha frente, as lembranças me trazendo risadas de alegria,  prateleiras vazias, todos dormindo, chegando a hora do adeus.

Aqui fica o meu muito obrigada à todos que participaram desse ciclo, levo comigo cada sorriso de vocês comigo. Quem sabe nos encontramos no meio dessa vida doida.




  • Música foi a primeira que ouvi enquanto escrevia.
Ao longo da minha "vida virtual" tenho aprendido bastante a não expor os meus sentimentos e vida, algumas horas istovpesa tanto como se fosse um fardo pesado.
Por me calar diante dos fatos aprendi a ser mais observadora e entender tudo que passa de uma outra forma. Tenho reclamado muito menos da vida e vivendo mais.
Mas o que isso tem haver com um fardo pesado? Tem haver, que as vezes tudo que sinto vem de uma vez só é sinto vontade de explodir e me afastar de todos como já diz uma vez. Só eu as consequências disso na minha vida.


Calar? Ou abrir a boca? Qual a melhor forma?
Texto confuso após uma longa semana assistindo séries e pensando na vida.

Melhorou

Quanto tempo se passou e eu acabei parando de escrever. Agora com uma breve no trabalho fiquei pensando em como a minha vida mudou e para melhor. As dificuldades tem aparecida, mas quem disse que seria fácil? Então tem sido assim.
O caminho que tinha escolhido foi totalmente atropelado e modificado pelo o destino, não que eu esteja reclamando pelo o contrário estou muito feliz com tudo que vem acontecendo.
Algumas pessoas que era extremamente especiais na minha vida ficaram pelo o caminho dando espaço para outras, ficou um pouco de saudade mas nada que fotos e conversas salvas matam um pouco desse sentimento.

Obrigada meu Deus.

Verdade.

Engraçado que por mais que eu tenha passado por altos e mais baixos na mão dos outros, eu continuo com a mesma essência.
Raro eu conseguir descontar o que passei em alguém, isso me deixa feliz pela a educação que recebi.
Nada e nem ninguém vai conseguir vê o meu pior lado novamente, a minha essência sempre vai ser a mesma.

buraco

Depois de muito tempo eu estou aqui de volta, é estranho... quantas vezes entrei nesse blog e fechei sem palavras para descrever o que sentia ou ainda sinto.
Sabe, todas as noites me sinto sozinha. Por mas que eu tenha ao meu lado todas as pessoas que mais amo nessa vida, esse sentimento tente a me aterrorizar.
Eu tenho um buraco dentro do meu peito que quando estou sozinha me faz lembrar de tudo que passei de ruim, me faz remoer e me sentir culpada por coisas que não foi eu quem fez. Queria muito não sentir isso, queria mudar todos os meus pensamentos e sentimentos, mas quando penso que mudei sempre aparece uma noite fria e escura para me lembrar o quanto esse buraco me corrói.
Antes mesmo de nascer já tinha alguém me fazendo mal, as pessoas que sempre confio me fazem mal.

Não quero ser julgada com a coitadinha nem nada, só quero que vejam  que sou uma boa pessoa, quero que me conheçam de verdade! Eu sei que esse buraco dentro de mim é o resultado de como os outros podem ser egoístas e estragarem com o coração de alguém.

Quantas vezes eu ouvir que sou um nada, que não mereço ser feliz, e o pior que elas conseguiram fazer que esse monte de merda entrasse na minha cabeça.
Ruim é fazer de tudo para crescer, ser alguém para si mesmo e toda vez bater cara em um muro.
Ruim é querer gritar pedir socorro e ninguém vai me ajudar..


Ninguém nunca vai saber o que sinto e desse buraco, porque ninguém está interessado nisso, só em me fazer mal!

Torturado.

Minha mãe sempre diz: Você era uma menina tão feliz!

Ela sempre diz isso logo após vê a tristeza em meus olhos e o meu coração torturado pelos os outros.

Tornará.

-Estranho sonhar com alguém do qual não vejo o rosto e ainda mais quando desisto de tudo...




-Quando você se tornará real?