Desfragmentos

De um coração que já não existe mais.

Coisa.

O que faço de tão errado?
Como pode sempre acontece algo minima, seja o que for que alguém acaba se afastando de mim!
Posso ter algo de muito errado, pois não foi uma ou duas vezes foram várias vezes, e nem adianta dizer que sou fechada isso e aquilo porque não é!
"Não é você, só tenho medo de machuca-lá!"
Medo? Grandes coisas, isso você já fez me ignorando!

Sabe de uma coisa? Cansei!
 Cansei de vez, não existe mais tentativas e nem voltas, só uma volta: a velha garota fechada para todas, isso sim é uma solução....
Você fez suas escolhas e essa é a minha!

Tanto.

‎''Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu. "




Caio

Eu!

É tão estranho olhar para trás e vê tudo que sonhei parado lá atrás, como se fosse em vão.
Mas não adianta ficar pensando como se poderia ter sido se tudo tivesse acontecido, nada mais vai mudar o meu presente! O que pode mudar só pode ser eu, esse ser tão egocêntrico!



Minhas escolhas, meus sonhos e minha vida e de mais ninguém!