Desfragmentos

De um coração que já não existe mais.

Brilhar.

Olá! Tudo bem?
Você deve esta estranhando essa carta, pois é! Resolvi assumir tudo que escondo aqui mim e demonstro no meu olhar quando te vejo!
São os meus sentimentos por ti que sempre escondo, o quanto o seu olhar faz o meu brilhar, o quanto o seu abraço me faz tremer, a sua voz faz o meu coração querer pular para fora!


Também quero lhe contar o quanto sonho acordada com você! Sonho com o dia em que você irá me beijar sem motivo algum e depois perguntar olhando nos meus olhos: Vamos ser felizes juntos?
O que sinto por ti é algo que se chama AMOR! 
Conhece? Então, quer que eu prove que tudo isso é verdade?
Então me dê uma chance!




Ps. A realidade é outra.



-Sumara Canzi

A hora.

Mais um dia escuro e solitário, o pior é olhar pros lados e não te ver e mais ainda que em momento algum, você sente a minha falta.
Fui e sou um nada pra você.
Vontade de sair correndo e gritar ao mundo inteiro que o meu oxigênio é você, não consigo mais respirar... sinto como se  estivesse morrendo à cada segundo que passa. E talvez sera tarde demais quando você notar que fui embora.



Acho que chegou a hora de partir como fiz antes...
... Adeus!

Avermelhada e febril.

Quando me concentro é tudo tão escuro, que não consigo vê nada... 




Espera ai consigo sim! Consigo enxergar um rosto, ou será uma ilusão que criei? Não pode ser!
É exatamente o rosto dele, aquele de quem fugi todo esse tempo, é como se ele fosse a luz do meu fim do túnel! E o pior não é só isso que enxergo, tem uma outra coisa parece um muro... e é um muro mesmo! Consigo toca lo! Ele é de tijolos, existe pequenos buracos que se enxerga uma proteção como se fosse protegido contra uma bomba atômica! Mas existe outro buraco que possui um formato estranho, se reparar bem parece uma fechadura.. mas a chave não estar ali ou mesmo o segredo. Aonde deve está? 
Por este buraco se vê uma luz vermelha e também escuta uma batida que não é estranha! Já ouvi antes, mais da onde?
Lembrei! É o som que o meu coração faz quando bate, e ele parece fraco! Tentando se recuperar de algo. Olhando novamente para essa luz avermelhada e febril reconheço que ali atrás daquele muro indestrutível o meu coração estar ali, cheio de cicatrizes e muitas abertas e sangrando!


Mas por que desse muro? Não lembro de ter construído!
Que chave é essa? Eu tenho e não lembro?
Ou mesmo outra pessoa tem?

E o que o rosto dele tem haver com isso?
Só quero entender tudo isso e pelo jeito ele pode me ajudar.


Me ajuda a descobrir?


- Sumara Canzi